odecrescimento.blogspot.com

10:02


Um modelo económico alternativo (1)
À escala do estado, uma economia sã gerada democraticamente não poderá ser outra que o fruto de uma procura de equilíbrio constante entre as escolhas colectivas e as individuais. Ela necessita de um controlo democrático da economia pelo político e pelas escolhas de consumo dos indivíduos. Uma economia de mercado controlada pelo político e pelo consumidor. Um não podendo se esquecer do outro. Sucintamente, podemos imaginar um modelo económico que se articula a 3 níveis:
• O primeiro seria uma economia de mercado controlada que evite todos os fenómenos de concentração. Seria, por exemplo, o fim do sistema de franchising. Todos os artesãos ou comerciantes seriam proprietários das suas ferramentas de trabalho e não poderiam possuir mais de que isso. Este seriam os únicos a decidir os actos da sua actividade, em relação directa com a sua clientela. Esta economia de pequenas entidades, para além do seu carácter humanista, tem o mérito de não criar publicidade, o que é uma condição sine qua non para a realização do decrescimento sustentável.
• O segundo nível, a produção de equipamento necessitando um investimento, existiria um capital misto privado e público, controlado pelos políticos.
• Por fim, o terceiro nível. Seriam os serviços públicos de base, não privatizáveis (acesso à água, à energia disponível, à educação e à cultura, aos transportes públicos, à saúde, à segurança).Nós teremos de recorrer à nossa energia muscular.

A inserção de um tal modelo levará a um comércio justo para todos. Esta regra simples levará ao fim da escravidão do neocolonialismo.

You Might Also Like

0 comentários

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe